31 maio 2011

Homofobia? Esse Mundo está esquisito demais...

Esse País está ficando esquisito demais. Para onde olhamos vemos gente levantando bandeiras das mais toscas que já se viu.
Enquanto na política corre solto o número assustador de escândalos apurados e depois esquecidos, porque só se lê a primeira notícia depois tudo é abafado, assim como fatos como o assassinato na USP que já foi deixado de lado e ficou tudo por isso mesmo, a mídia vai se encarregando de divulgar e enaltecer assuntos que deveriam ser levados como naturais.
Depois das polêmicas com relação à população negra onde deram ênfase a perseguições étnicas e criam um sistema de cotas que dividem ainda mais a sociedade, agora o assunto é a homofobia.
Até o governo federal se pronuncia e depois volta atrás na hora de ir contra essa idéia.
O mais engraçado é que se é preciso lutar contra alguma coisa, fica claro que essa coisa é diferente, quando na verdade sempre existiu... vimos as passeatas gays cada vez mais inflacionadas de gente por aí.
Então vemos o homosexualismo como algo que devemos defender e não podemos ter a chance de dar uma opinião contra a respeito, porque senão estaremos sendo homofóbicos... muito estranho.
Quero saber se existe alguma lei que enalteça a união heterossexual e a criação de famílias da forma como a natureza criada por Deus anunciou e o homem mudou. Temos passeatas hetero? Temos a defesa do namoro e da união entre um homem e uma mulher?
Claro que não temos, a moda e os objetivos políticos determinam que se deva enaltecer e "proteger" o que parece diferente, para que aquela parcela da população vote neles depois.
Tenham paciência, cada um é cada um e cada um faz o que é melhor para si. Se o cara ou a mulher quer ser homossexual, que seja, mas que também saiba se comportar socialmente de forma natural e sem escândalos e promiscuidade, que é o que normalmente se associa como pensamento quando se fala do assunto... por isso a revolta homofóbica dos mais exaltados. Acho que gays devem se comportar como pessoas, como gente, não como gays que querem aparecer... seriam tudo mais fácil para todos.
Quero que me digam qual ativista que defenda gays não se exalte além dos limites e proporcione um show à parte tendo em vista a auto-promoção. Basta ver a aparição de gays nas novelas hoje em dia. É algo além do tosco e sem nexo. deliberadamente forçado e estranho.
Agora, os políticos e a mídia dão ênfase demais a esse tipo de situação e a pessoas que escolheram caminhos diferentes sexualmente falando... e isso não é natural, nem mesmo construtivo, porque ninguém na mídia dá valor a quem é homem homem ou mulher mulher... existe muita coisa por trás disso tudo.
Mostre-me uma manchete que grita alto: - Aquele cara é homem de verdade! Digno, honesto, sensual, tem valor, tem esposa e filhos... é um trabalhador!
Ser do bem não vende jornal e nem dá audiência. O que faz barulho é ser diferente da maioria... é matar, é ser ladrão e corrupto, é ser maconheiro, é ser bicha, como dizem, criando assunto.
Vamos dar chance à naturalidade. Vamos dar chance para que cada um seja como que ser e sem muita delonga e sem querer mostrar certos e errados, porque não existe certo e errado nesse aspecto.
Se uma pessoa não gosta de gays, é um direito dela. Se a pessoa gosta de ser gay, também é um direito dela e fim de conversa. Ela não é menos ou mais que nenhuma outra pessoa por causa disso, mas também não precisa querer provar nada e mostrar certas atitudes em público como que querendo ser diferente.
Sou a favor do ser humano, e que ele seja respeitado como tal. Seja ele negro, branco, amarelo, índio, hetero ou homossexual... não interessa isso, mas que não se levantem bandeiras enaltecendo essas coisas.
Que o ser humano pense e trabalhe e seja o que ele é tendo em vista o seu próprio crescimento e evolução e que não se perca tempo com tratados contra homofobia ou defesa dos gays ou seja lá o que for. Porque o homofóbico deve ter o direito de pensar o que quiser, mas claro que não tem o direito de expor certas coisas e nem de agredir gays ou sei lá qual sigla usar (existem tantas hoje).
E digo isso porque, assim como existem heterossexuais que exageram nas suas investidas e no seu comportamento, existem homossexuais que também exageram no seu modo de ser e produzem cenas absurdas publicamente.
Nenhum dos dois está correto a meu ver... como eu disse, cada um deve ser como quiser mas que se respeite os limites do outros e a normas e regras sociais de convívio.
Nenhuma agressão se justifica... mesmo. Nem física e nem moral.
Esse mundo anda esquisito demais.

Renato Baptista


5 comentários:

Beta disse...

Este tema é delicado não é??

Prefiro nem comentar...rs

Bjkas

Ps: Não estou conseguindo comentar pelo perfil Googel, sorry...

Beta
Mix Cultural

Duh Franzen disse...

Post interessante...e como escreveu a Beta, muito delicado.Mas temos direito a liberdade de expressão ou não?

A minha opinião é e sempre será:
'Respeite se quiser ser respeitado'
Bjinhos

Duh Franzen disse...

Post interessante...e como escreveu a Beta, muito delicado.Mas temos direito a liberdade de expressão ou não?

A minha opinião é e sempre será:
'Respeite se quiser ser respeitado'
Bjinhos

Alberto Afonso disse...

Realmente é uma questão delicada. A existência da homofobia, um ato condenável, no entanto, não pode acabr incentivando a heterofobia, também um ato condenável que se está aumentando dia a dia.
Se é condenável a intolerância contra a homossexualidade, da mesma forma é condenável a intolerância contra a heterossexualidade.

ONG ALERTA disse...

Interessante, mas também precisamos respeitar opinióes, beijo Lisette.