04 julho 2010

Em Defesa do Dunga... Um Grito Calado.


Em Defesa do Dunga... Um Grito Calado.

Antes da Copa do Mundo, escrevi uma crônica onde disse o que pude e o que não pude sobre o Dunga e sua “seleção”... e me sinto mal agora que a ficha caiu, mas mal de verdade mesmo.
Eu disse que o Dunga convoca mal, arma mal o time, substitui mal, avalia mal, se veste mal, fala mal, pensa não sei o que e continua lá, perguntando para o Jorginho a cada 2 segundos o que ele deve fazer.
Pois bem, continuo pensando isso tudo, mas agora que a tal ficha caiu, sou obrigado a colocar as coisas em pratos limpos e me redimir. Todos viram o fiasco que foi para a nossa seleção essa Copa. Todos viram que o poder de decisão de uma pessoa frustra duzentos milhões de outras simplesmente porque tudo foi mal avaliado pelos que contrataram o Dunga, o que foi dono de uma “era” de truculência e pouco futebol, apesar de ter levantado uma Copa do mundo que sobrou para o Brasil na verdade.
Vimos jogadores sem condição de jogo desfilando pela África do Sul, o Kaká, que por sinal jogou três Copas e não mostrou o que é até hoje (ele é craque), vimos outros tantos que são “meias” como Josué (quem?), Kléberson (como assim?), Gilberto Silva, Júlio Baptista, e os laterais que jogam pelo meio em seus clubes e que foram chamados para nada como o Gilberto (rs), o Daniel Alves. Ah! Esqueci do grande titular Felipe Melo.
Inacreditável, não é mesmo¿ Pois o rapaz mostrou desequilíbrio total além de não jogar nada (lembrem dos jogadores de meio campo que o Brasil já teve, e lembrem dos que não foram chamados pelo Dunga). Como os médicos da seleção, os psicólogos e todo o aparato caríssimo que acompanhou a seleção não percebeu isso?
Não podemos culpar esse rapaz mesmo. Ele é assim, faz aquilo e alguém assim não pode representar um país inteiro definitivamente. Só o Dunga não viu isso, mas como eu disse, a culpa não é do Dunga.
Vi as entrevistas, em particular uma, logo após aquele desentendimento dele com o repórter da Globo. Ali ele me fez pensar... porque tentou, do jeito dele, se desculpar, mostrar o que ele é, tem brios, é honesto, falou dos pais em situação complicada, o que lamento, mostrou patriotismo, disse que estava ali com jogadores que tinham compromisso e tal e tal. Pois bem, é isso. Ele fez o que pôde, pensou e se posicionou no comando fazendo o seu máximo e a imprensa e torcedores não tinham porque ficar malhando o cara. O erro foi muito maior, de outros, não dele.
Jogamos uma Copa ladeira abaixo porque ele é assim e fez o que sabe e o que consegue, o máximo dos máximos, só que não é o bastante para time nenhum, talvez para as seleções de Honduras, El Salvador, Guatemala (peço perdão a essas pela analogia), mas nunca para um Brasil cinco vezes campeão mundial.
Não culpem o Dunga e nem mesmo o Felipe Melo, esse precisa de ajuda rápido, e nem mesmo o resto da turma que é um arremedo, uma vergonha para o futebol brasileiro com algumas excessões.
Perder em campo para alguém melhor é normal, acontece. Perder porque deu dor de barriga, acontece. Perder porque não era o dia, acontece... mas perder porque estava na cara que não ia ganhar nunca é algo que precisa ser revisto pelos tais da CBF.
O Brasil não pode ser humilhado e virar motivo de chacotas no mundo do futebol porque existe uma história a ser reverenciada, existe um respeito que conseguimos a duras penas e jogamos pelo ralo... existem duzentos milhões de pessoas que esperam por um trabalho bem feito, que enfeitam a rua, agitam bandeiras, assopram vuvuzelas (crime)... podem até não entender nada de futebol mas estão ali com o coração na mão, torcendo e chorando (ao pé da letra).
Finalizo dizendo mais uma vez que o Dunga não tem culpa e os seus anões muito menos. Dêem sossego a ele e que ele seja feliz dentro das suas possibilidades e forma de pensar e conduzir as coisas, mas lá longe da seleção brasileira, mas bem longe mesmo.
E que fique com “nós” a esperança de que as coisas vão mudar, porque futebol é isso... amanhã é sempre um outro dia mesmo.

Renato Baptista

4 comentários:

Mari disse...

Olá Renato...

Futebol, religião, política e outras cositas mais realmente a gente não discute...pq é complicado mesmo!
Eu não sou fã de futebol, confesso que só assisto as finais do Timão e os jogos da copa do mundo...de resto não faço parte da opinião de que o Brasil é o país do futebol..pois penso que esta Nação deveria ser conhecida por outro jargão...mas isto sou eu quem pensa e sei que tem alguns poucos que compartilham do meu pensamento.
Quanto ao Dunga...não condeno nem absolvo, acredito que como vc disse ele fez o melhor com o que tinha nas mãos (escolha dele, eu sei). Ali faltou tudo...mas o futebol é isso mesmo, uma máfia onde poucos ganham muito...e quanto a nós torcedores...eles não estão nem ai!
Beijos

*Simone Fernandes* disse...

Oi meu amigo,

Que bela escrita!
Bom, tenho que concordar contigo... nossa seleção não se saiu bem neste mundial, que tinha tudo pra vencer... Ficamos tristes e frustrados com uma seleção Penta Campeã Mundial...
Mas vamos seguir em frente!!!

Parabéns pela belíssima crônica,
Um abraço,
*Simone*

Márcia Vilarinho disse...

Amei o final e assino em conjunto. Abraços, amigo.

Guida Rosa disse...

acima de tudo somos brasileiros,temos opinões e defendemos a nossa pátria..
belissima postagem!continuamos esperando 2.014 ,com bandeiras,vuvuzelas,e.t.c e tal.
abraços Gui.